A abelha-de-fogo, também conhecida como mangangá ou borrachudo, é uma espécie de inseto da família Apidae. Essa abelha recebe esse nome devido à sua coloração amarelo-alaranjada intensa e ao fato de ser muito agressiva. É importante evitar seu ataque, pois suas picadas são dolorosas e podem causar reações alérgicas.

Conheça os sinônimos, significados e curiosidades da palavra abelha-de-fogo na Língua Portuguesa

A palavra “abelha-de-fogo” é um termo popular utilizado para se referir a uma espécie de abelha conhecida cientificamente como Melipona fuliginosa. Essa abelha recebe esse nome devido à sua coloração escura e ao seu comportamento agressivo quando se sente ameaçada.

Na Língua Portuguesa, não existem sinônimos específicos para “abelha-de-fogo”, pois esse termo já é bastante descritivo e caracteriza bem essa espécie de abelha. No entanto, é possível utilizar expressões como “abelha negra” ou “abejorro oscuro” em outros idiomas para se referir a ela.

A origem da palavra “abelha” remonta ao latim “apicula”, que significa “pequena abelha”. Essa palavra também deu origem a outros termos relacionados, como “apelido”, que originalmente era um nome associado às características de uma pessoa ou animal.

A classe gramatical da palavra “abelha-de-fogo” é um substantivo feminino singular. Sua separação silábica é a-be-lha-de-fo-go.

Quando se trata do verbo associado a essa palavra, não há uma conjugação específica, pois “abelha-de-fogo” é um substantivo, mas é possível utilizar verbos relacionados ao comportamento ou características dessa espécie de abelha, como “atacar”, “picar” ou “voar”.

No entanto, é importante mencionar que a “abelha-de-fogo” tem uma importância ecológica significativa como polinizadora e produtora de mel. Além disso, ela desempenha um papel fundamental na preservação dos ecossistemas naturais.

Em resumo, a “abelha-de-fogo” é uma espécie de abelha com coloração escura e comportamento agressivo quando ameaçada. Essa palavra não possui sinônimos específicos, mas pode ser utilizada em outros idiomas como “abelha negra” ou “abejorro oscuro”. Sua origem remonta ao latim, e ela é classificada como um substantivo feminino singular na Língua Portuguesa. Sua separação silábica é a-be-lha-de-fo-go. Embora não haja uma conjugação verbal associada, é possível utilizar verbos relacionados ao comportamento dessa abelha. Por fim, é importante destacar a relevância ecológica da “abelha-de-fogo” como polinizadora e produtora de mel.

Perguntas Frequentes

Sinônimos da palavra “abelha-de-fogo”:
a) Vespa amarela
b) Marimbondo de fogo
c) Mosca do fogo

Os sinônimos da palavra “abelha-de-fogo” são:
a) Vespa amarela
b) Marimbondo de fogo
c) Mosca do fogo

Significados da palavra “abelha-de-fogo”:
a) Nome dado a várias espécies de vespas amarelas, conhecidas pelo seu ferrão venenoso e pela coloração brilhante.
b) Inseto pertencente à família Vespidae, caracterizado por possuir um veneno mais dolorido comparado a outras espécies de abelhas.

Significados da palavra “abelha-de-fogo”:
a) Nome dado a várias espécies de vespas amarelas, conhecidas pelo seu ferrão venenoso e pela coloração brilhante.
b) Inseto pertencente à família Vespidae, caracterizado por possuir um veneno mais dolorido comparado a outras espécies de abelhas.

Curiosidades sobre a “abelha-de-fogo”:
a) A denominação “abelha-de-fogo” é utilizada para diversos insetos que possuem coloração amarela ou alaranjada, como as vespas e marimbondos.
b) O veneno da abelha-de-fogo pode causar reações alérgicas em algumas pessoas, sendo necessário o cuidado ao se aproximar delas.
c) A abelha-de-fogo é considerada uma espécie predadora, alimentando-se de outros insetos e desempenhando um papel importante no controle de pragas na natureza.

Curiosidades sobre a “abelha-de-fogo”:
a) A denominação “abelha-de-fogo” é utilizada para diversos insetos que possuem coloração amarela ou alaranjada, como as vespas e marimbondos.
b) O veneno da abelha-de-fogo pode causar reações alérgicas em algumas pessoas, sendo necessário o cuidado ao se aproximar delas.
c) A abelha-de-fogo é considerada uma espécie predadora, alimentando-se de outros insetos e desempenhando um papel importante no controle de pragas na natureza.

A abelha-de-fogo, também conhecida como abelha-cavadora, é uma espécie de abelha solitária pertencente à família Melittidae. Esses pequenos insetos recebem esse nome devido ao seu corpo negro brilhante e suas asas vermelhas, que lembram o fogo.

No contexto dos sinônimos, a abelha-de-fogo pode ser chamada também de abelha-cavadora, devido ao seu hábito de escavar ninhos no solo. É importante mencionar que essa espécie se diferencia das abelhas sociais, pois não forma colônias e cada fêmea é responsável por construir e cuidar de seu próprio ninho.

É interessante destacar que a abelha-de-fogo desempenha um papel fundamental na polinização de diversas espécies de plantas, especialmente as de flores silvestres. Elas são atraídas principalmente pelo néctar e, durante o processo de alimentação, acabam transportando grãos de pólen de uma flor para outra, favorecendo a reprodução das plantas.

Em relação aos significados da palavra, a abelha-de-fogo é um exemplo de como os nomes científicos podem oferecer informações adicionais sobre uma espécie. Seu nome científico, Melitta haemorrhoidalis, faz referência às suas asas vermelhas, que lembram o sangue de hemorroidas.

Além disso, é interessante ressaltar que a abelha-de-fogo é considerada uma espécie polietálica, ou seja, possui uma ampla variedade de plantas hospedeiras para coletar pólen. Isso contribui para a sua adaptação e sobrevivência em diferentes ambientes.

Em resumo, a abelha-de-fogo, também conhecida como abelha-cavadora, é uma espécie de abelha solitária com corpo negro brilhante e asas vermelhas. Ela desempenha um importante papel na polinização de plantas silvestres e possui um nome científico curioso relacionado à cor de suas asas. Sua flexibilidade na escolha de plantas hospedeiras garante sua adaptação em diferentes ambientes.

Esperamos que este artigo tenha fornecido informações valiosas sobre a abelha-de-fogo e sua relevância dentro do mundo das abelhas e da natureza em geral.